sábado, 22 de março de 2008

por tempo

é algo que pensa
mas não sabe o porque
como juiz dita a sentença
com um mero dizer

acolhedor percebo a saudade
como fosse a multidão
em puro estado de calamidade
todos em um, tomam a grande união

jogue-o ao mundo e cuidarei
primordial é estar bem
não esperou pelo que falei
foi em jornada mesmo sem

intrujão nessa história
são os primeiros capítulos
a quem já comemora
terá de vencer antes seus vícios

Um comentário:

Débora disse...

COMO ASSIM?????
:D